A reafirmação do digital e o modelo e-commerce

Edson IM
28 de abril de 2022

Entenda como funciona e como iniciar as vendas online da melhor forma no varejo de moda.

É fato que a internet facilita, e muito, a vida das pessoas, certo? Porém, quando pensamos em vendas de roupas online, existem diversos fatores que precisamos conhecer, antes de investir tempo e dinheiro em um e-commerce.

A facilidade de vender e comprar on-line tem atraído diversas pessoas para o modelo e-commerce.

Se você tem interesse em entrar no mundo digital e vender roupas, calçados ou acessórios pela internet, preparamos um conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre este mercado.

Mundo digital: mercado aquecido

O comércio digital vem conquistando cada vez mais adeptos em todo o mundo.

E com os contratempos provocados pela pandemia do Covid-19, esses números cresceram ainda mais!

O faturamento global do e-commerce, no segmento do varejo de moda, arrecada cerca de US$525 bilhões anualmente.

De acordo com os dados do mercado, as expectativas são que, até 2025, esse número cresça para US$1 trilhão!

Quando nos voltamos para o mercado brasileiro, as expectativas também são otimistas.

Segundo uma pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), 66% dos entrevistados enxergam os cuidados com beleza como uma necessidade, e não como um luxo.

E destes, 40,5% afirmam que roupas, calçados e acessórios estão entre as principais medidas para melhorar a aparência.

Além disso, a companhia de logística DHL estimou que, em 2022, o crescimento do comércio digital no segmento de Varejo de Moda será de 22%, sendo que, no Brasil, este aumento deve ser de 17%.

Porém, mesmo atentos às estatísticas favoráveis, precisamos também estar cientes de que não basta isso para que a sua loja de roupas on-line “bombe de vender”.

Existem vantagens e desvantagens neste modelo. Além disso, são diversos os fatores aos quais devemos estar atentos, antes de abrir uma loja de roupas virtual.

Vantagens e desvantagens de um e-commerce no segmento do Varejo de Moda

Assim como qualquer negócio, é preciso se planejar e estar atento às vantagens e desvantagens de se ter uma loja on-line de roupas.

Custos: 

Muitos consumidores têm a sensação de que comprar pela internet é mais barato do que comprar em lojas físicas. Isso acontece porque o e-commerce não costuma ter custos com aluguel e manutenção de lojas nem com salário e comissão de funcionários.

Isso representa uma grande economia para o lojista.

Porém, não podemos esquecer que existem diversos outros custos que uma loja on-line deve estar preparada:

  • Plataforma de e-commerce;
  • Criação e manutenção do site;
  • Logística de entrega, troca e/ou devolução;
  • Marketing, comunicação e anúncios on-line.

Além, é claro, dos custos naturais de uma loja de roupas, tais como compra de estoque e pagamento de fornecedores, compra de embalagens etc.

Logística reversa:

Em uma loja física de roupas, o cliente tem a possibilidade de tocar no produto, sentir o tecido, vestir/calçar e ter certeza de que o produto lhe serve confortavelmente etc.

Já em uma loja online de roupas, cabe à loja fornecer todas as informações necessárias para que o cliente não tenha dúvidas na hora de comprar o produto.

Além disso, quando, ainda sim, o cliente precisar trocar ou devolver o produto, a loja deve estar preparada para fazer a logística reversa de forma satisfatória.

Porém, por falta de preparo, este fator acaba sendo, muitas das vezes, motivo de dor de cabeça e insatisfação, tanto para o cliente, quanto para o lojista.

Facilidade de comparação de preço

Este fator, apesar de ser um facilitador para o cliente e até um incentivador das compras online, é também um fator a ser observado pelos lojistas.

Afinal de contas, a facilidade de comparar preços desestimula a compra por impulso.

Por esta razão, as lojas online precisam ficar mais atentas aos preços da concorrência, e, muitas vezes, acabam tendo que perder margem de lucro para ficarem mais competitivas.

Credibilidade

Devido à falta de organização (ou, em alguns casos, de honestidade) de alguns e-commerces, muitos consumidores ainda têm um “pé atrás” com o varejo online.

Sites inseguros, lojas fantasma e entregas problemáticas tiram a credibilidade do comércio digital, dando preferência às lojas físicas.

Portanto, uma loja online deve assegurar ao máximo a confiança do cliente.

A maior parte dos consumidores brasileiros não sabe como verificar a credibilidade do comércio digital.

Por esta razão, quanto mais humanizado e acessível for o seu atendimento, além, é claro, de todas as garantias e qualidade que você puder oferecer, maior será a confiança do consumidor em você. 

Dicas para quem deseja criar um e-commerce de moda

Agora que você já sabe as vantagens e desvantagens de se ter uma loja on-line, vamos dar algumas dicas para quem deseja abrir uma loja de roupas on-line.

Planejamento

Todo bom negócio começa com um bom planejamento! 

  • Defina bem o seu nicho de mercado: o que você vai vender e para quem você deseja vender?

Não caia na armadilha de “roupas para todos os gostos”.

Quando você tem um público-alvo definido fica muito mais fácil definir seu mix de produtos, planejar e destinar sua comunicação etc.

Alguns exemplos de nicho são:

Moda Plus Size

Moda Infantil

Moda teen ou moda jovem

Pijamas

  • Faça uma análise aprofundada da sua concorrência

Ainda na fase de planejamento, analise sua concorrência, a faixa de preço praticada, os fornecedores, sua logística de entregas, trocas e devoluções, sua comunicação e forma de atendimento etc.

Plataforma de e-commerce

A escolha da plataforma de e-commerce é, para a loja virtual, como a escolha do ponto, para lojas físicas. É como se ela fosse a base sobre a qual a sua loja será montada.

Algumas questões que você deve observar antes de escolher uma plataforma:

  • Layout

O layout do seu e-commerce é como a decoração e o vitrinismo para uma loja física.

Muitas vezes, é isso que determina se o cliente vai entrar na sua loja ou vai simplesmente passar direto. 

No caso do e-commerce, o layout pode atrair, reter, passar credibilidade e até melhorar a usabilidade do cliente na sua loja.

Veja se a plataforma que você está pesquisando oferece boas opções de customização, afinal de contas, o layout é a cara da sua loja e não vai pegar nada bem, se a sua loja tiver uma cara genérica ou amadora, não é mesmo?

OBS: Isso também vale para o seu site! Crie uma identidade visual que comunique e ajude a identificar e diferenciar a sua loja.

  • Suporte

Verifique se a plataforma que você tem em mente tem suporte rápido e eficiente; se garante a solução de problemas de usabilidade, de forma que isso não prejudique a experiência do seu consumidor, impactando nas suas vendas etc.

  • Logística e pagamento

Algumas plataformas contam com soluções de logística e pagamento integradas.

Isso pode facilitar bastante a sua vida e a do seu cliente.

Além disso, pesquise as opções de pagamento oferecendo as melhores opções para o seu cliente, mas também as mais seguras para a sua loja!

  • Integração com o Sistema de Gestão (no caso de lojas físicas)

Se você já tem uma loja física de roupas, calçados, acessórios ou moda casa e está buscando soluções para transformá-la em uma loja multicanais (omnichannel), ampliando o serviço para o online, verifique se a plataforma em questão integra com o seu sistema de gestão e, também, se o seu sistema de gestão tem integração com plataformas de e-commerce. 

Isso vai facilitar a sua vida, mantendo e integrando informações sobre o seu controle de estoque, fluxo de caixa etc.

Apesar de todas as oportunidades para o varejo de moda no mundo virtual, este é, também, um segmento extremamente competitivo.

Portanto, use todos os recursos possíveis para que a sua loja se destaque das demais!

Atendimento ao cliente

Como já dissemos aqui no blog no artigo sobre estratégias de pós-venda para lojas de roupas, manter um cliente que já comprou na sua loja é, pelo menos, 5 vezes mais barato do que conquistar um novo cliente.

E isso também vale para o e-commerce!

Portanto, crie canais de comunicação com seus clientes.

Ouça o que eles têm a dizer, suas opiniões e sugestões. E sempre preze por um bom atendimento. Isso faz toda a diferença!

Invista em Comunicação e Marketing

Divulgue a sua loja. Isso não significa “apenas” tráfego pago, que é imprescindível para lojas online!

  • Crie campanhas para lançamento e invista na divulgação da sua loja.
  • Marque presença nas redes sociais! 

Mas lembre-se que redes sociais de lojas de roupas não devem ser confundidas com vitrines online.

É importante ter ótimas fotos dos seus produtos, mas também é importante compartilhar conteúdos relevantes para o seu público-alvo e cativar os potenciais clientes contando a sua história. 

Além disso, é claro, você deve manter um diálogo próximo e constante com sua audiência nas mídias digitais.

Responda comentários, agradeça elogios e, quando oportuno, recolha e compartilhe depoimentos. 

Se tiver dúvidas sobre este assunto, leia o texto “Redes Sociais para Lojas de Roupas” que está no nosso blog.

Fique de olho nas métricas

Assim como, em uma loja física, devemos observar diversos fatores para medir o sucesso do negócio, prever e planejar ações etc.

No ambiente digital também devemos estar atentos aos números para não “meter os pés pelas mãos”.

E isso não significa olhar apenas “quanto tem em caixa”.

Para medir os resultados das ações e campanhas da sua loja online, podemos utilizar alguns indicadores, chamados de “métricas“.

Estando atento às métricas, é possível perceber o impacto das suas estratégias na saúde financeira da sua loja.

Tráfego do site:

O número de pessoas que acessam o seu site (e como elas chegaram até ele) é uma métrica muito importante para conseguir criar estratégias para atrair ainda mais pessoas.

Conversão:

A taxa de conversão está relacionada à quantidade de pessoas atingidas pela sua divulgação, que acessaram o seu site e efetivaram a compra.

Esta é uma métrica importantíssima para avaliarmos o quanto suas páginas são (ou não) efetivas. 

Abandono de carrinho:

Esta métrica diz respeito à quantidade de pessoas que desistiu da compra, mesmo após selecionar o produto e inseri-lo no carrinho virtual.

Estando atento a essa métrica, você pode, tanto analisar as razões que levaram as pessoas a desistir quanto criar estratégias para resgatar esses clientes e efetivar essa compra. 

Para quem tem uma loja física, mas tem interesse em vender online

Já está mais do que comprovado que a internet realmente facilitou bastante a vida das pessoas. Mas ela não resolve tudo sozinha. Abrir uma loja online de roupas ou calçados exige muito planejamento e estudo. Tanto quanto uma loja física.

Mas, claro, se você já tem uma loja física, boa parte deste percurso já foi percorrido!

Existem diversas possibilidades para integrar a sua loja física ao mundo virtual. Uma das ferramentas mais simples e que tem sido bastante utilizada é o Instagram Shopping. Ela te permite vincular e anunciar seus produtos pelas mídias digitais, integrando um catálogo de produtos ao Facebook e às suas plataformas (Instagram e WhatsApp).

Além disso, existem diversos aprendizados que podemos tirar do comércio on-line para lojas físicas. Dê uma olhada neste texto e não deixe passar nenhuma dica!

Agora, se você já está decidido a montar uma loja virtual para ampliar as vendas da sua loja física, saiba que a Criar Varejo possui a melhor solução em software de gestão para lojas físicas no segmento do varejo de moda, com a facilidade da integração com as melhores plataformas de e-commerce do mercado.

Lembre-se: uma gestão integrada é sempre a melhor solução para a saúde financeira da sua loja!

Converse com a nossa Equipe

Ainda com dúvidas ? Você pode falar diretamente com um de nossos consultores sobre o processo de implantação em sua loja. Não perca mais tempo e dinheiro, seja CRIAR.
WhatsApp