fbpx
Marketing

Redes sociais para lojas de roupas: o que você PRECISA saber

outubro 13, 2020
Tempo de leitura 8 min

Nós já sabemos que as redes sociais fazem parte da vida e do cotidiano dos brasileiros. Através delas é possível encontrar, cativar e fidelizar seu público. Neste texto colocamos tudo o que você PRECISA saber para  alimentar as redes sociais da sua loja de roupas de forma eficiente.

 

Já se sabe que o Brasil é o país mais conectado em redes sociais da América Latina. Uma pesquisa realizada e divulgada pelas empresas “We are Social” e “Hootsuit” concluiu que 66% dos brasileiros estão ativos nas redes sociais. 

Esse público consome diariamente conteúdos de diversas marcas. Por isso é cada dia mais importante tornar a sua loja física uma marca mais presente virtualmente. 

Se você tem interesse em saber como alimentar as redes sociais da sua loja, acompanhe neste artigo as nossas dicas!

 

Caiu na rede é peixe! Mas qual rede social usar para pescar o seu público?

Existem diversas mídias digitais possíveis para trabalhar a marca da sua loja física. Mas, como decidir qual a melhor (ou as melhores) delas para a SUA loja? 

Para começo de conversa, você deve conhecer as especificidades de cada uma e saber se o seu público está lá. Para te ajudar, selecionamos abaixo algumas das mídias mais interessantes para uma loja de roupas e algumas dicas de como trabalhar com esta ferramenta:

 

  • Facebook

 

A maior parte da população brasileira consome esta rede social. Esta é uma ótima rede para gerar engajamento! Além de ser um ótimo canal de divulgação para sua loja. 

No Facebook, funciona bem um relacionamento mais humanizado com seu público. Utilize uma linguagem que dialogue com o seu público-alvo. Isso vale tanto para os layouts, quanto para as legendas e respostas a comentários. 

Inclusive, alimentar esse diálogo é uma ótima estratégia. Mas é uma rede que consome rapidamente as coisas, portanto, é necessária uma frequência grande de postagens e uma constância na presença. 

 

  • Instagram

 

O Instagram é uma ótima ferramenta para lojas de roupas! Esta é a rede social que mais tem crescido, já sendo considerada a rede social do futuro. E é um ótimo canal para criar parcerias com influenciadores, por exemplo! 

Mas, ATENÇÃO! O ideal é que essas parcerias sejam feitas com pessoas que dialogam com o público da sua marca. Não adianta nada você ser uma marca de roupas esportivas e fazer parceria com alguém que não curte esporte ou que nunca usa esse tipo de roupa.

Este canal ainda disponibiliza diversas ferramentas que podem te ajudar na elaboração de estratégias de conteúdo, como editorias diferenciadas, por exemplo. Abaixo, vamos falar um pouquinho de cada uma delas:

Os “Reels” facilitam a apresentação de diferentes looks num mesmo vídeo, por exemplo. Além de facilitarem a criação de challenges e coreografias que podem se tornar virais.

O STORIES é um ótimo recurso para mostrar o dia-a-dia da loja, as novidades, os bastidores. Isso ajuda a humanizar a marca e aproximar o seu público de você. E a maior vantagem é fazer isso sem “bagunçar” o seu feed, visto que os vídeos e fotos somem em 24h. 

E o feed pode ser mais do que uma vitrine online. Nele você pode disponibilizar conteúdos diversos (sobre as marcas com as quais vocês trabalham, os tecidos, as tendências de moda, etc). O ideal é postar no feed fotos mais elaboradas, com conceito visual, mas também pode-se criar memes, vídeos e outros conteúdos que a sua imaginação permitir!

 

  • Youtube

 

O Youtube é uma plataforma basicamente de vídeo. Mas é acessada pela grande maioria da população, em busca de conteúdos. Ela pode ser utilizada como um canal complementar a outras redes. Ideal para conteúdos maiores, vídeos com texto, apresentando um conteúdo mais elaborado.

É um canal interessante para registrar desfiles da sua loja (caso você realize). Também é útil para mostrar o showroom, apresentação da nova coleção, etc. Também é possível fazer entrevistas com especialistas de moda ou das marcas com as quais você trabalha, por exemplo. 

DICA: No Youtube (assim como no Facebook e no Instagram) também é interessante a função das hashtags (#). Elas ajudam a dar um alcance maior para as postagens, distribuindo-as a partir de grupos de interesse pelo tema escrito.

 

  • Pinterest

 

Esta é uma rede social de distribuição de imagens. Portanto, é ideal para compartilhar fotos de produtos (criando uma vitrine ou um catálogo virtual, por exemplo). Uma boa estratégia para esta mídia é a postagem de cupons de desconto, por exemplo. Além de ser uma ótima fonte para pesquisa de referências (fotos produzidas, outras lojas de roupas, marcas, etc).

Uma vantagem desta rede é a disponibilização, por meio da própria ferramenta, de relatórios de análise com números como: quantidade de visitas ao perfil, publicações que geraram mais engajamento, o que as pessoas que se conectaram com o seu perfil têm pesquisado, etc.

 

  • Whatsapp

 

O Whatsapp também é uma boa ferramenta para comunicar diretamente com o seu público. Mas por ser uma mídia mais invasiva, deve ser utilizada com cautela. 

Já demos algumas dicas de como utilizar o whatsapp, entre outras dicas, neste texto aqui.

 

Você sabe com quem você está falando? 

Independentemente de qual o canal você usa para divulgar a sua marca nas redes, é importante saber: com quem você está falando? Ou melhor, quem é o seu público? 

Existe o público que frequenta e compra na sua loja. Será que este é o público que está interagindo com você nas redes sociais?

É importante saber quem é o seu público. Tanto para a escolha de qual (ou quais) rede social você vai adotar, quanto para que o seu tipo de comunicação chegue até ele de forma efetiva.

Por exemplo:

Se você tem uma loja de roupas masculinas, voltada para o público jovem, você vai se comunicar de uma forma diferente de uma loja de roupas para crianças

Se for ainda mais específico, roupas estilo streetwear, por exemplo, a sua linguagem não pode ser muito formal, como seria a de uma loja de ternos ou roupas de festa. A linguagem para o público de streetwear te possibilita usar gírias e ser mais coloquial, por exemplo.

Portanto, ao pensar suas postagens, pense em “com quem você está falando”.

Quanto mais amplo o seu público, mais difícil criar uma linguagem que comunique com todos. A nossa dica para quem está começando a lidar com redes sociais é tentar entender quem é o seu maior público. 

Observe seu público de compra ou quem mais interage com você nas redes. A partir disso, crie uma “persona”! É para ela que você vai falar.

 

Dicas de ouro nas redes sociais:

  • Interação

Interaja com seus seguidores. Seja receptivo e tente respondê-los o mais rápido possível.

 

  • Crie conteúdos

As pessoas não querem ficar apenas vendo produtos nas redes sociais. Como o nome diz, numa rede social as pessoas querem socializar, ou seja, querem lidar com pessoas (mesmo quando se trata de marcas).

 

  • Capriche nas fotos

Uma imagem vale mais que mil palavras, certo? Uma boa foto pode te render bastante engajamento. Mas não se limite a fotografar seus produtos. Crie conceitos, aposte em ideias expressas através das imagens. Você pode ser divertido, ou engraçado. Não precisa ser sério e prático o tempo todo.  Faça suas imagens comunicarem também!

 

  • Não aja como robô

Se você fizer igual a todo mundo, você será apenas mais um. O que é o seu diferencial? As pessoas querem criatividade e humanidade. Elas querem ver as pessoas por trás da marca. Elas querem ser respondidas de forma personalizada (então evite o “Control C + Control V” na hora de interagir com o seu público, ok?)

 

Redes sociais, jogando a isca para a loja física

Entendendo tudo isso, não perca de vista o intuito de levar as pessoas a comprarem na sua loja física. Portanto, convide-as para irem à loja! Não apenas com palavras, viu?

Faça com que, a partir das suas postagens, as pessoas se interessem em ir pessoalmente àquele lugar. Mostre como elas serão bem recebidas, bem tratadas. Mostre que o seu espaço é interessante, aconchegante, acolhedor. 

Mostre a decoração da sua loja e como vocês são criativos. Mostre que a sua equipe de vendas está bem preparada para receber as pessoas e solucionar seus desejos. Mostre as precauções para este momento de lojas abertas pós-quarentena.

Faça com que as pessoas tenham vontade de experimentar as roupas que você vende. Crie nas pessoas o desejo de tocar as peças, sentir os tecidos. Enfim, viver as experiências que apenas o presencial permite!

Nós falamos um sobre as vantagens e o que atrai as pessoas nas lojas físicas. Aproveite essas dicas e junte-as às que demos neste artigo, para atrair o público das redes até a sua loja!

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up