Reposição de estoque: como preparar sua loja para o início do ano

Marina Clara
28 de dezembro de 2021

Fim de ano chegando e, junto com ele, a necessidade de fazer um planejamento de reposição de estoque para não passar aperto! Então, fique ligado neste texto, pois vamos te ensinar como preparar a sua loja (e o seu estoque) para o início do ano.

Reposição de estoque: como preparar sua loja para o início do ano

O final do ano costuma ser um dos melhores períodos de venda do ano para o varejo de moda. Isso porque os presentes de Natal e as festividades de Ano Novo dão grande saída às peças de roupa.

Passado este período, fica a pergunta: como preparar seu estoque para o início do ano?

Com a loucura das vendas de fim de ano e sem uma boa gestão, é bem possível que o seu inventário fique comprometido. Peças que venderam bem nas festas de fim de ano com estoque baixo e outras, que não tiveram tanta saída, paradas no estoque.

Então, fique atento a todas as nossas dicas para não errar na hora de fazer a reposição de estoque do início do ano!

Reposição de estoque e a saúde financeira da sua loja 

Existem dois fatores diretamente relacionados com a reposição de estoque, que são importantíssimos para o crescimento saudável da sua loja de roupas:

  1. Ruptura

Ou seja, os “furos” na sua grade de produtos. Quando faltam tamanhos, cores ou modelos de determinadas peças, impedindo que o cliente interessado consiga realizar a compra.

  1. Remarcações (markdown)

A necessidade de se reduzir o preço de determinadas peças que tiveram pouca saída. A prática de realizar liquidações e promoções com o intuito de fazer o estoque girar.

Ambos, apesar de opostos, estão diretamente relacionados com a quantidade de peças e o tempo em que elas permanecem (ou não) no seu estoque, favorecendo ou prejudicando as vendas.

O primeiro, “ruptura”, gera impacto exatamente pela não-venda. Pela falta do produto de interesse do seu possível cliente. Já o segundo fator, markdown, altera e diminui a margem planejada anteriormente para aqueles produtos. Ou seja, reduz efetivamente a entrada de dinheiro em caixa que havia sido prevista.

Antes da reposição, prepare o inventário 

Fazer um inventário de estoque é uma tarefa contínua e imprescindível para o bom funcionamento da sua loja. Por isso é sempre importante um controle contínuo de entradas e saídas, além de fazer a contagem das peças de tempos em tempos para evitar perdas. 

Antes de fazer a reposição, tenha o inventário em dia!

Outro passo importante é fazer um balanço constante das peças que têm tido boa aceitação do público, para o caso de necessitar de reposição antes do previsto. Afinal de contas, itens esgotados são perda de venda e estoque parado é perda de dinheiro!

O cliente interessado num produto dificilmente será fiel à sua loja se o produto estiver em falta. Quem ganha com isso? A concorrência! Pois, com certeza ele procurará esta mesma peça na loja mais próxima.

Então, não dê bobeira! Registre todos os itens e cada movimentação de entrada e saída de produtos. Isso te poupará desgastes futuros e perdas… de vendas e de dinheiro.

Para esse tipo de controle, ter um bom sistema de gestão pode facilitar bastante o seu trabalho. Afinal de contas, o controle feito de forma automatizada centraliza as informações, diminui os riscos de erros humanos e ainda te proporciona relatórios que facilitam a visualização e a percepção das peças com mais saída. 

Portanto, para começar o ano com o pé direito e com o estoque ideal, é imprescindível estar com o inventário em dia! Assim, fica mais fácil planejar, organizar e perceber as necessidades, antes de fazer a compra para a reposição.

Planeje as coleções e programe as compras para a reposição do estoque

Planejamento é sempre bom! 

Afinal de contas, é ele quem irá embasar suas tomadas de decisão. Portanto, comece o ano planejando suas coleções.

Comece o ano planejando suas coleções.

Mas como fazer isso?

Em primeiro lugar é importante você ter um conhecimento do calendário de moda, sabendo os melhores períodos para trocar coleções. 

Em segundo lugar, é importante conhecer o seu público-alvo, além do ciclo de vendas e do giro de produtos na sua loja. Assim você pode pensar se o ideal é um planejamento mais a longo prazo (para o ano inteiro, por exemplo) ou para um período menor (que poderia ser a cada estação).

A especialista em negócios de moda Andressa Rando ensina uma metodologia para planejar estoques e vendas de produtos de uma coleção. De forma resumida, este planejamento consiste em trabalhar com 3 coleções por período – considerando um prazo de 6 meses.

Assim, você planeja o lançamento da primeira coleção no início deste período e o lançamento da segunda coleção para o período de declínio desta primeira. 

A terceira coleção é uma coleção coringa. Com aquelas peças-chave que, independente do que está na moda, sempre têm boa saída. Esta deve ser constante!

Seguindo este método, você pode pensar as suas reposições por coleção, por exemplo, não precisando comprar tudo de uma vez. Isso facilita a negociação de preços e prazos e ainda te dá tempo para avaliar separadamente o desenvolvimento e a curva de venda de cada coleção, sem deixar de ter novidade na loja.

Para entender melhor este processo, você pode assistir ao vídeo em que a especialista explica melhor esse processo, clicando aqui.

Mas como calcular o giro do estoque?

O giro do estoque é a quantidade do estoque vendida em um determinado período de tempo. Ou seja, quantas vezes os produtos saíram do estoque para abastecer as prateleiras da loja.

Esse cálculo é importante, pois é um dos principais fatores que nos ajudam a planejar quanto e quando fazer a reposição de estoque.

Ele pode ser feito de diversas formas. Uma delas, partindo dos valores, é feita dividindo-se o valor de vendas realizadas em um determinado período pelo valor de estoque médio da loja. 

Quer um exemplo prático?

Vamos supor que num período de 30 dias, por exemplo, o estoque disponível da sua loja seria de R$10 mil. Neste mesmo período, as vendas chegaram a R$50 mil. Ou seja, o seu giro de estoque chegou a 5.

E quanto mais o estoque girar, melhor!

Outra forma de calcular o giro do estoque é pela quantidade de produtos no estoque. Mas a lógica de cálculo é a mesma!

Fique atento aos fornecedores!

É sempre bom ter uma relação de confiança e clareza com os seus fornecedores. Assim, você ficará ciente dos prazos e das condições de entrega.

A partir daí, com um acompanhamento constante, você consegue, rapidamente, se organizar para fazer uma reposição extra ou até renegociar entregas, caso seja necessário.

Abra espaço para as novidades!

Esteja sempre de olho no seu estoque e acompanhe de perto o giro dos produtos no período que antecede o início do ano. Afinal de contas, após as festas de final de ano, é possível que alguns produtos não tenham tido uma boa saída.

Deixe espaço para as novidades.

Neste caso, juntamente com as reposições de início de ano, criar promoções e descontos nos produtos que ficaram parados. Esta é uma ótima solução para aumentar as vendas neste início de ano. 

Não cometa erros na hora de planejar a reposição de estoque.

Use todas as métricas possíveis para traçar uma previsão da demanda da sua loja.

Para isso, você deve estudar a fundo o comportamento de compra do seu público e se adaptar à essa demanda. Não ignore os padrões de consumo dos seus clientes, afinal, se o seu objetivo é vender mais, você deve ter em estoque aquilo que o seu cliente deseja.

Para isso, vale a pena fazer uma retrospectiva dos períodos/anos anteriores. Afinal, é essa avaliação que te permitirá perceber os pontos positivos e negativos deste período, além de ajudar a encontrar padrões de comportamento do seu público, para pautar as suas decisões.

Use todas as ferramentas possíveis para calcular uma previsão de demandas para a sua loja.

Essa avaliação também te permite perceber atitudes que devem ser evitadas, reavaliadas  ou replicadas por você e sua equipe. Aquilo que favoreceu as vendas, o que atraiu mais clientes, os períodos de alta e os de queda nas vendas.

Use ferramentas para planejar sua reposição de estoque

É muito importante ter um cálculo o mais preciso possível para fazer a reposição do estoque. Portanto, lance mão de todas as ferramentas possíveis para te ajudar a analisar e entender o funcionamento da sua loja!

Saber o que comprar, quando comprar e quanto comprar faz toda a diferença para não errar na hora de planejar suas compras de reposição. 

Faça o mapeamento das vendas, registre e reavalie cada período de vendas. Esteja sempre atento aos produtos que vendem mais, pois eles indicam tendências de consumo do seu público.

Mas também fique de olho naqueles que vendem menos. Afinal, produto parado é dinheiro parado, e, em caso de remarcações, pode virar dinheiro perdido!

Para facilitar o seu trabalho, escolha um ótimo software de gestão, para automatizar essas informações, gerando relatórios que vão contribuir com a observação de todas essas métricas.

Conheça o Sistema CRIAR Varejo

O melhor sistema de gestão para lojas físicas de roupas, acessórios, calçados e moda casa. Agende uma demonstração.

Converse com a nossa Equipe

Ainda com dúvidas ? Você pode falar diretamente com um de nossos consultores sobre o processo de implantação em sua loja. Não perca mais tempo e dinheiro, seja CRIAR.
WhatsApp