Linhas de crédito para lojas de roupas. Vale a pena?

Marina Clara
31 de julho de 2020

 

Hoje vamos falar de um assunto delicado, mas muito importante neste momento: as linhas de crédito. Você, dono de uma loja de roupas, já pensou em recorrer a um empréstimo? Conhece as linhas de créditos disponíveis para o seu negócio? Já avaliou se vale à pena?

 

Por alguns meses, durante a pandemia do novo coronavírus, as lojas de roupas e acessórios de quase todo o país precisaram baixar as portas. Se você é dono de uma loja de roupas, essa situação deve ter mexido bastante com você. Afinal de contas, provavelmente isso desestruturou seu financeiro, reduzindo drasticamente o seu faturamento. 

Apesar das soluções paliativas à crise do novo coronavírus, nós sabemos que, atualmente, a grande dificuldade para os empreendedores é a estabilidade da economia. Saber se as lojas ficam abertas ou se fecham por causa das medidas de isolamento social. Ou ainda, se esta crise as está afetando a ponto de precisarem fechar definitivamente as portas.

Então, dentro deste contexto, quais são as possibilidades existentes para se reerguer e manter a loja em funcionamento?!

 

Um breve panorama

Uma pesquisa feita pelo SEBRAE no mês de abril de 2020 ouviu mais de 6 mil micro e pequenos empreendedores. Segundo o próprio SEBRAE,  99,1% do total de negócios registrados no Brasil, se enquadram neste porte.

A pesquisa aponta que aproximadamente 55% dos micro e pequenos empresários vão precisar de pedir empréstimos para manter seu negócio funcionando. 

Apesar disso, a mesma pesquisa concluiu que quase 30% dos entrevistados desconhecem totalmente as linhas de créditos disponibilizadas neste momento para que as empresas se sustentem. Do restante, 57% até ouviu falar a respeito, mas não se aprofundou no assunto.

Já está claro que muita gente vai precisar recorrer a um financiamento para enfrentar esta crise. Mas antes de tomar qualquer decisão, fique atento e analise as possibilidades! Vamos te ajudar a avaliar as melhores opções para a sua loja.

 

Antes de tudo

Se você já tiver uma dívida, vale à pena tentar renegociar. Mas, lembre-se, em situação de renegociação com credores, é importante ter um plano de pagamento!

 

  • Faça uma projeção do seu fluxo de caixa

 

Coloque no papel todos os valores gastos, com justificativa para cada um. Se você tiver um bom sistema de gestão , essa avaliação será bem mais fácil de fazer. 

 

  • Avalie se você possui outros recursos que podem ajudar a sanar parte da dívida 

 

Desde a venda de um veículo, o planejamento de uma queima de estoque, etc. 

 

  • Recalcule as parcelas e veja se está dentro do orçamento

 

Avalie prazos, taxas de juros, valores de multas. etc.

Observação:

  1.  Se você tiver mais de uma dívida o ideal é reorganizá-las por ordem de prioridade, tendo como base a situação geral da empresa.
  2. Dívidas de impostos, como o pagamento do Simples Nacional e do FGTS, foram adiadas. É importante observar os novos prazos estipulados pelo governo.

Caso, ainda sim, você perceba que há a necessidade de realizar um empréstimo, lembre-se que o valor das parcelas não deve ser maior do que o da dívida atual. Além disso, o prazo deve ser maior, dando ao seu negócio a possibilidade de refazer o seu caixa. 

Por fim, tenha clareza sobre quais dívidas esse financiamento estará cobrindo.

 

Avalie instituições e condições

Decidindo que a solução é mesmo essa, pesquise as linhas de crédito existentes e as condições que cada uma oferece. Avalie a que melhor atenda às necessidades da sua loja. Esteja ciente de que as condições variam de um banco para outro. 

Portanto, pesquise as instituições financeiras e encontre aquela com as melhores condições para o seu negócio. Vários bancos estão apresentando taxas diferenciadas para este momento de crise. Descubra aquela que melhor se enquadra para você.

 

Microcrédito

O microcrédito é a concessão de empréstimos de pequeno valor a microempreendedores formais e informais que buscam financiamento. Esses empréstimos podem variar chegando até  R$20 mil.

O valor concedido vai depender da sua capacidade de pagamento, do porte do seu negócio e da sua necessidade. E para avaliar isso os bancos vão exigir diversos tipos de esclarecimentos, a fim de avaliar  o seu planejamento e os benefícios deste crédito para seu negócio. 

Banco do Brasil, Caixa Econômica, BNDES e Banco do Povo são os bancos mais populares a oferecerem este tipo de linha de crédito.

Reforçamos aqui que o microcrédito tem a finalidade de facilitar o crescimento de seu negócio, não podendo ser utilizado para outras finalidades!

 

FAMPE – um fundo avalizado pelo SEBRAE

O SEBRAE (“Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas”) possui um fundo de aval às micro e pequenas empresas que pode ser interessante: o FAMPE.  

O Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas do SEBRAE pode cobrir até 80% do valor das suas garantias em algumas instituições financeiras credenciadas:

  1. ) Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE
  2. ) Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais – BDMG
  3. ) Agência de Fomento de São Paulo – Desenvolve SP
  4. ) Banco Bradesco
  5. ) Banco Santander
  6. ) Agência de Fomento do Rio de Janeiro – AGERIO 
  7. ) Agência de Fomento do Tocantins – FomenTO
  8. ) Banco do Estado de Sergipe – BANESE 
  9. ) Agência de Fomento de Santa Catarina – BADESC

 

O PRONAMPE – Um recurso específico para esta crise

PRONAMPE significa Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Este é um programa de governo federal destinado ao desenvolvimento das microempresas e empresas de pequeno porte. 

O programa, instituído pela Lei nº 13.999, de 18 de maio de 2020, foi lançado oficialmente no dia 11 de junho de 2020. Esta linha de crédito foi recebida com expectativa pelos pequenos negócios. 

 Veja quais as principais características do Programa:
  • É destinado especificamente às microempresas e empresas de pequeno porte.
  • Os recursos obtidos com o crédito do programa podem ser utilizados tanto para realizar investimentos (adquirir máquinas e equipamentos, realizar reformas) quanto para despesas operacionais (salário dos funcionários, pagamento de contas como água, luz, aluguel, compra de matérias primas, mercadorias, etc).  
  • Neste programa, o prazo máximo de pagamento das operações contratadas é de 36 meses, com 8 meses de carência. Além disso, as taxas de juros são: SELIC (2,25%) + 1,25% = 3,5%/ano.
  • O limite dos empréstimos equivale a 30% do valor do faturamento da empresa durante o ano de 2019, sujeito à análise.
  • É interessante, também para os bancos, pois as instituições financeiras que aderirem ao PRONAMPE poderão requerer a garantia do Fundo Garantidor de Operação, em até 100% (cem por cento) do valor da operação.

Por diversas razões, os bancos privados priorizaram a contratação deste Programa por meio digital. Isso foi um dificultador a princípio, pois os bancos não operacionalizaram isso com a velocidade necessária. Com isso, as propostas enviadas estavam demorando mais tempo do que o ideal para serem analisadas.

Segundo a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) já foram realizados ajustes dos sistemas. A Febraban ressaltou ainda uma evolução na contratação deste programa pelos bancos a partir da segunda quinzena de julho.

Na primeira leva os recursos deste programa se esgotaram rapidamente. Em agosto o PRONAMPE recebe um reforço financeiro para continuar auxiliando os micro e pequenos empresários, durante a pandemia do novo coronavírus. 

 

Independentemente da linha de crédito adotada

Lembre-se de que todo empréstimo exige avaliação do seu SCORE de crédito. Essa pontuação é utilizada pelo mercado para avaliar se você é bom ou mau pagador. Portanto, ter uma boa gestão de custos e um bom controle financeiro são imprescindíveis. 

Para isso, ressaltamos a importância do controle feito por um bom sistema de gestão. Dê preferência a um sistema criado exclusivamente para lojas de roupas. Opte por um sistema que colete dados de forma precisa e forneça relatórios que podem te ajudar a tomar essa e outras decisões.

 Além disso, é extremamente importante que você analise bem a necessidade de pedir qualquer tipo de empréstimo. Evite contrair dívidas que estejam acima do seu alcance! Os serviços financeiros podem ajudar bastante, mas é sempre bom ter cautela na na sua contratação.

Converse com a nossa Equipe

Ainda com dúvidas ? Você pode falar diretamente com um de nossos consultores sobre o processo de implantação em sua loja. Não perca mais tempo e dinheiro, seja CRIAR.
WhatsApp