O que fazer com o estoque que ficou parado na quarentena?

Marina Clara
26 de junho de 2020

A pandemia do novo coronavírus trouxe uma crise inesperada para as lojas físicas de roupas e acessórios que tiveram de fechar as portas. Agora, na reabertura do comércio, o que fazer com o estoque que ficou parado?

Grande parte dos estados brasileiros já começaram a experimentar a reabertura do comércio, que foi fechado, em sua maioria, no mês de março: final do verão. Apesar de estarmos no final do outono, a maior parte das lojas de roupas e acessórios ainda apresentava em estoque as roupas da coleção anterior. 

Talvez, os lojistas mais adiantados já teriam organizado com seus fornecedores a coleção outono-inverno. Mas provavelmente não chegaram a expôr as peças e estão com estoque de duas coleções. Outros cancelaram ou adiaram a compra da nova coleção em função da pandemia e estão com estoque da coleção passada.

Independente da sua situação, vamos dar aqui algumas dicas para você lidar com seu estoque neste momento de reabertura.

Segurança em primeiro lugar

O lojista deve pensar na sua segurança financeira, antes de de mais nada. Voltar a abrir a loja não significa voltar ao mesmo ritmo de vendas anterior à pandemia. 

Portanto, nossa primeira sugestão é fazer uma análise financeira do seu negócio. Atualize o inventário, faça a gestão do seu estoque e uma gestão de custos da sua loja, para elaborar um planejamento estratégico. Um bom sistema de gestão pode te ajudar, e muito, nesse trabalho!

A partir disso você poderá estabelecer suas metas de vendas e elaborar um planejamento de promoções, saldões e descontos para este novo momento.

Segundo especialistas do SEBRAE a preocupação deste momento deve ser vender o que há em estoque. Isso sem deixar de lado os cuidados e planejamentos para a manutenção e retomada gradual do crescimento. Mas evitando aumentar as dívidas.

Evite repor estoque agora. Espere e entenda os rumos que o varejo de moda vai tomar nos próximos tempos. Enquanto isso, tente se desfazer das peças que estão aí há mais tempo.

 

Utilize o seu estoque atual para gerar caixa.

Neste momento é importante ter dinheiro em mãos, liquidez. E assim, conseguir pagar as contas do dia-a-dia.

Para isso, é importante reavaliar os meios de pagamento e o tempo de recebimento. Talvez valha a pena aceitar taxas um pouco mais altas, que te permitam a antecipação dos recebimentos dos meses seguintes.

Com uma boa gestão da sua loja  você poderá oferecer promoções para atrair a clientela que, neste momento, certamente optará por produtos financeiramente mais em conta.

 

Crie promoções, mas evite se comprometer em dívidas

Crie promoções que te ajudem a girar o estoque, sem sair perdendo. 

 

  • Crie promoções de vendas combinadas

 

Associe a venda de um produto em promoção a outro produto a preço normal. 

Por exemplo: na compra da saia X da vitrine, a blusa usada pelo mesmo manequim sai com 50% de desconto. 

 

  • Outra possibilidade é criar ações direcionadas 

 

Pense nos produtos que você precisa eliminar do estoque e qual o tipo de comprador deste produto. Assim, crie uma ação direcionada a este público. 

Por exemplo: você tem em estoques diversas calças jeans em tamanho maior. Mesmo sendo uma loja de roupa feminina em geral, você pode criar uma ação direcionada ao público plus size.

 

Negocie com seus fornecedores (eles também estão precisando se reerguer)

Neste momento, mais do que em qualquer outro, é necessário que a sua relação com seus fornecedores seja uma relação de parceria. Afinal, ambos estão passando por esta crise!

Dialogar é um bom caminho para encontrar possibilidades justas para ambos. Talvez, se você precisar renovar o estoque, pois vendeu bastante durante a quarentena, seja interessante trabalhar com “capital de giro negativo”. Ou seja, vender antes de comprar, e assim comprar apenas o necessário.

Isso te fará movimentar as vendas sem comprometer-se em dívidas. Mas, para que esse sistema funcione, é necessário a garantia por parte dos fornecedores do cumprimento das entregas. Talvez de 15 em 15 dias, a partir das demandas geradas. 

Para que esse sistema funcione, também é importante conhecer e convencer os seus clientes de que isto é uma boa saída para ele também. Afinal, irá receber uma peça comprada pela loja especificamente para ele – diferente da peça que estava na loja e foi experimentada por outras pessoas, por exemplo.

 

O calendário de moda está sofrendo alterações – isso pode ser bom!

Já há algum tempo o mercado de moda vinha dando sinais de mudar os rumos. O calendário de moda, ou seja, o calendário que estabelecia as mudanças de coleções pautado nas estações do ano, já vinha sendo questionado por grandes grifes.

Com a crise provocada pelo Covid-19 essas mudanças no mercado da moda foram ficando mais claras, pois as tendências de comportamento do consumidor também foram sendo esclarecidas. As  frequentes trocas de coleção, por exemplo, contribuíam para um consumismo desenfreado, que já não é mais condizente com as novas tendências de comportamento do consumidor.

É muito claro que não se precisa de tantas coleções por ano. Reduzir a quantidade de coleções traz a moda para um lugar mais consciente e consistente em relação à ideia de sustentabilidade – que também é uma tendência. Além disso, dá tempo aos designers de moda de elaborarem peças mais em acordo com os novos tempos.

Daqui pra frente: 

  • invista em peças mais duradouras e que ultrapassam os limites de estação. 
  • Aprenda a reapresentar para o seu público as peças que já estão em estoque. 
  • Invista em parcerias com consultores de imagem ou personal stylists para te ajudarem a apresentar as peças que você tem de uma forma mais chamativa e interessante para os seus clientes.
  • E fique de olho nas transformações do mercado e no perfil de consumo do seu público.

E não deixe de lado as medidas elaboradas durante a quarentena, seja de comunicação e utilização das redes sociais a favor do seu negócio, quanto as medidas de facilitação para o cliente . Muitas delas continuarão sendo úteis, mesmo após o retorno à loja física.

 

Não se esqueça

Uma boa gestão da sua lojaestá intimamente ligada à gestão do seu estoque, mas não depende apenas disso. É preciso ter um olhar atento ao todo do seu negócio!

Sabemos que nem sempre é fácil ver o negócio todo. Uma ou outra coisa pode passar despercebida e criar um problema para você. Portanto, ter um software de gestão que reúne todas as informações necessárias num único lugar é de grande valia. Principalmente se for um software de gestão direcionado especificamente para lojas físicas de roupas e acessórios

Isso evita perdas financeiras e facilita suas tomadas de decisão.

Converse com a nossa Equipe

Ainda com dúvidas ? Você pode falar diretamente com um de nossos consultores sobre o processo de implantação em sua loja. Não perca mais tempo e dinheiro, seja CRIAR.
WhatsApp