Como atrair clientes depois da pandemia

Marina Clara
10 de maio de 2021

A crise provocada pelo novo coronavírus atingiu, principalmente, o varejo de moda e acessórios. As lojas físicas foram as mais impactadas, devido ao isolamento social. Mas com a perspectiva da vacinação em massa e da volta do comércio, é hora de planejar a reabertura das portas. E uma pergunta paira no ar: como atrair os clientes para a sua loja física?  

Como atrair cliente para lojas de roupas depois da pandemia.

Sabemos que, neste momento em que muitas cidades e estados já começaram a vacinação, a perspectiva é a reabertura gradual e definitiva do comércio. E muitos lojistas estão ansiosos por este momento!

Afinal, depois de um ano de pandemia, as lojas físicas de roupas e acessórios passaram muitas dificuldades e prejuízos. Foi necessário se reinventar para conseguir sobreviver.

Mas, agora, como se preparar para receber novamente os seus clientes? E como fazer para atraí-los até a sua loja? 

É importante investir na sua presença digital, ocupando todos os espaços possíveis para crescer e vender mais. Além disso, é imprescindível fidelizar os clientes ativos e, claro, queimar o estoque que ficou parado durante este período.

Essas são algumas das questões que vamos trabalhar neste texto.

Atrair clientes antes deles saírem de casa

Em primeiro lugar: para atrair o cliente até a sua loja, a sua loja deve ser atraente para o seu cliente. Parece óbvio, não é mesmo? Mas vamos aprofundar um pouco nessa questão.

Os clientes passaram um ano em casa. Neste período, realizaram todas as suas compras pela internet. Isso não vai mudar de um dia pro outro!

A internet trouxe às pessoas o conforto de pesquisarem, escolherem e comprarem os produtos sem precisarem sair de casa. Claro que, sem as restrições de circulação de pessoas nas ruas, elas não ficarão mais só em casa e sairão às compras. Principalmente quando se trata de comprar roupas, onde o toque e o caimento são tão importantes para a experiência de compra.

Mas, com certeza, elas já se acostumaram com este conforto. Portanto, provavelmente, as pessoas irão às lojas que se fazem presentes em seu imaginário. Ou seja, elas irão às lojas que se mantêm presentes e chamativas na internet.

Mas, se você não conseguiu se manter presente nas mídias sociais e em outros canais da internet neste período, ainda é tempo. Afinal, a conectividade é uma das tendências deste novo momento, pós-pandemia, e deve durar.

Para atrair clientes nas mídias sociais

As mídias sociais foram grandes aliadas do varejo neste período de pandemia. Muitos lojistas conseguiram reverter parte dos prejuízos causados pela pandemia, utilizando a internet e, principalmente, o Facebook e o Instagram.

Mas, como fazer para manter-se atrativo nas redes? Vamos dar algumas dicas:

Quando se trata de Instagram e Facebook, é primordial que você produza conteúdos relevantes. Ninguém aguenta seguir por muito tempo um perfil que só faz “propaganda”. 

É claro que o seu perfil nessas redes também serve como uma vitrine, um portfólio dos seus produtos. Mas os conteúdos é que vão ENGAJAR o público com a sua marca.

Alguns conteúdos possíveis para lojas de roupas:

  • dicas de moda;
  • curiosidades sobre os materiais das peças;
  • tendências de cada estação;
  • entrevistas com especialistas de moda;
  • bastidores do negócio (equipe, novas peças que chegam, etc);
  • depoimentos de clientes;

E o que mais a sua imaginação permitir.

Além disso, é muito importante:

  • Boas fotos

Fotos mal-feitas desvalorizam o produto. Além disso, a imagem é o que chama a atenção do público para ler a legenda. 

Não se esqueça: uma boa imagem vale mais que mil palavras!

  • Interação 

Não deixe o seu público “falando sozinho”. A interação pelas redes sociais é como o atendimento na sua loja física. Você não “larga” o cliente lá na sua loja, não é mesmo? 

Responda comentários, agradeça elogios, contorne as críticas de forma agradável e fique sempre de olho no inbox (direct). Isso dá às pessoas a sensação de humanização e proximidade. Muitas vezes, até de intimidade com a sua loja.

DICA: Existem ferramentas que automatizam ações nas redes sociais. É possível, por exemplo, dar as boas-vindas por inbox (direct) a um novo seguidor e, nesta mensagem, enviar um cupom de desconto para 1a compra, por exemplo. 

Isso mantém o cliente conectado ao seu perfil, mas também o convida a ir à loja física.

  • Atrair o cliente para a loja física

Use e abuse das mídias sociais para gerar no seguidor a vontade de se tornar cliente. Faça com que ele tenha vontade de conhecer a loja pessoalmente, conhecer o espaço, os vendedores, etc.

  • Lojinha Instagram

Aproveite as ferramentas de vendas do Facebook e Instagram. Elas te permitem vender o estoque da sua loja antes mesmo de o cliente ir até lá.

  • WhatsApp Business

Utilize esta ferramenta para finalizar as vendas que vieram das mídias sociais. Utilize também para enviar notícias, promoções e novidades para os seus clientes inscritos.

Mas atenção! Muito cuidado ao utilizar essa ferramenta. 

Pense que nem todo mundo quer receber WhatsApp de lojas. Portanto, convide seus clientes a entrarem em “grupos secretos” (através de um link que eles acessam o grupo por vontade própria). 

Avise que, neste grupo, eles terão direito a descontos especiais e novidades em primeira mão, apenas para quem faz parte do grupo. Ou peça-os para se inscreverem, seja enviando uma mensagem ou através de um formulário e você os insere em uma lista de transmissão para essa finalidade, por exemplo. 

Mas é imprescindível que eles estejam cientes e de acordo com isso!

Atrair clientes on e offline. Seja uma loja MULTICANAL

Sabendo dessa digitalização pela qual estamos passando, aproveite todas as possibilidades e canais para vender cada vez mais! Alie o online e o offline. Mas, claro, de forma que uma coisa não se desconecte da outra! 

Utilize o sistema de gestão da sua loja física para registrar também as vendas que você faz por outros canais. Assim, seu estoque, suas contas, relatórios e planejamentos estarão alinhados, sem riscos de você perder o controle.

E se você tem interesse em estratégias para a sua loja física se tornar multicanal,mas não tem uma grande estrutura para sustentar um e-commerce, temos algumas dicas para você:

  • Fashion Delivery

Você já ouviu falar em fashion delivery? Esta é uma das tendências no varejo de moda que nasceu e se firmou devido à pandemia e vai se manter!

É um serviço personalizado, onde a (o) cliente se cadastra e responde algumas questões sobre seu estilo de vida e gosto de moda. Ela pode também indicar peças do seu agrado, dentro do portfólio publicado nas redes ou do catálogo enviado via WhatsApp.

Então, a loja faz uma curadoria (uma seleção de produtos dentro daquele estilo) e envia para a casa da(o) cliente. A (o) cliente tem 24 horas (ou o tempo que você definir) para experimentar a roupa e decidir se fica ou não com as peças.

Este serviço traz comodidade para o cliente que, além de não precisar sair de casa para ter a experiência da loja física, também funciona como uma consultoria de moda. 

Dessa forma proporcionamos uma sensação de uma consultoria de moda individualizada, agregando valor aos nossos serviços. Apesar do custo do transporte, o cliente terá a sensação de estar economizando, recebendo 2 serviços de uma vez. Dessa forma, a tendência é que eles comprem mais!

E um bom software de gestão, como o CRIAR Varejo, que é especialista em Varejo de Moda, te oferece um relatório que mede a conversão desses condicionais! Tudo isso para te ajudar a escolher melhor para quem serão destinados os produtos!

Isso, além de ser uma forma de atrair clientes, também é uma forma de proteger você, sua loja, seus funcionários e clientes da COVID-19. As peças que voltarem para a loja ficam em “quarentena” por 3 dias (tempo de duração do vírus em superfícies, determinado pela OMS) antes de voltarem a ser oferecidas.

  • SFS (Ship From Store)

Trata-se de uma forma de distribuição. Nela, a (o) cliente pode comprar online (pelo Facebook, Instagram e até pelo WhatsApp) e decide se quer fazer a retirada dos produtos pessoalmente, na loja, ou se prefere a entrega em casa, com frete incluso.

DICA: Em ambas as situações citadas, o lojista pode investir na sua base de clientes ativa (que deve ter registro no seu sistema de gestão) e na clientela da sua cidade. Isso barateia os custos com a entrega dos produtos. Neste caso, você pode ter um entregador contratado (ou alguém da sua família) para fazer as entregas, ou mesmo fazer uma parceria com alguma transportadora. 

Torne a sua loja um LOCAL onde as pessoas desejam ir

Atrair clientes para lojas de roupas.

Para que as pessoas tenham o desejo de ir até a sua loja (ou voltarem, caso já tenham ido), a sua loja deve ser um espaço atraente e agradável para O SEU PÚBLICO!

E para que isso aconteça, alguns pontos são primordiais:

O espaço físico da sua loja conversa com o estilo do SEU público? 

Já ouviu falar? É uma forma de atrair clientes e cativar o seu público através de diversos sentidos, não apenas a visão.

  • Experiência do usuário

Como é a experiência de quem frequenta a sua loja? Existem formas de tornar a visita à sua loja uma experiência mais agradável para o seu público? Atrair o cliente, inclusive quando ele já está na loja.

  • Atendimento

A sua equipe de atendimento e vendas pode ser o seu grande gol para atrair clientes. Mas ela também pode ser a sua maior derrota. Quem nunca passou pela situação de entrar numa loja linda, de brilhar os olhos, e ser mal atendido?! A vontade é de nunca mais voltar lá e ainda sair falando mal de lá pras pessoas, independente de os produtos serem maravilhosos, né?! 

Portanto, treine a sua equipe de vendas e atendimento para ser agradável, proativa, educada e não invasiva. Isso fará total diferença na receptividade do seu público.

Crie promoções para atrair o desejo do seu cliente

Em primeiro lugar, antes de pensar em anunciar promoções e ofertas para atrair clientes, faça um planejamento de promoções de vendas. Afinal de contas, você precisa organizar suas finanças, seu estoque e entender as possibilidades que você tem para oferecer aos seus clientes.

Utilize os registros do seu sistema de gestão. Veja se a estratégia que você tem em mente  é possível. Revise o seu estoque. Calcule o valor de markdown para cada peça. Nessa hora, um bom sistema de gestão pode ser o diferencial para criar uma estratégia que te ajude a vender mais e não ter prejuízo com os descontos.

Agora vamos dar algumas ideias de estratégia que você pode aplicar na reabertura da sua loja para atrair clientes: 

Essa estratégia pode ser usada não apenas para atrair, mas também para fidelizar clientes. Aqui no blog temos um texto onde damos todas as dicas para você utilizar os cupons de desconto.

  • Combos definidos

É uma estratégia onde você alia a venda de um produto que tem mais saída à um produto com menor saída, gerando um desconto interessante para que o cliente leve ambos. 

Exemplo: uma calça jeans custa R$150,00 e você faz um combo com uma blusa florida de R$49,90, saindo o combo por R$179,90 (ou seja, desconto de 10% no total). 

Atenção, nesta estratégia, é importante que os produtos e os descontos sejam bem definidos. Portanto, se a(o) cliente não quiser levar a blusa, a calça volta para o preço normal. Se o cliente se interessar por outra blusa que não faz parte do combo, que tem outro valor, etc., o desconto também não estará valendo.

É isso que agrega valor e dá credibilidade à este tipo de ação promocional.

  • Compre 3 pague 2

Ou seja, a cada 2 produtos, o 3° sai de graça. Neste tipo de ação, é importante que os produtos estejam com o “preço cheio”. É importante ressaltar também que o desconto será dado no produto de menor valor.

  • Descontos progressivos

Quanto mais peças de roupas os clientes comprarem, maior o desconto que eles recebem. Por exemplo, na compra de 2 peças, 10% de desconto. 3 peças, 20% e assim sucessivamente.

Claro que deve haver um limite neste percentual, para que você não tenha prejuízos. Por essa razão, para que você não se perca na hora de gerar esses descontos, é muito importante manter os registros de markup e markdown no seu sistema.

  • Descontos segmentados.

São descontos oferecidos para segmentos/grupos de clientes. 

Por exemplo: 10% de desconto para clientes que compartilharam a loja no Instagram. Ou desconto para clientes que estão fazendo aniversário. Ou Clientes em 1a compra, etc.

Essa estratégia pode ser aliada à estratégia de cupons de desconto. E se o seu sistema de gestão tiver registro dos clientes, é mais fácil segmentá-los e enviar a eles os cupons.

  • Ações sociais

Este tipo de ação é positiva, não apenas para as vendas, mas também para agregar um posicionamento social à sua loja. Sua loja passa a ser vista como uma loja que tem valores.

Você pode incentivar as pessoas a doarem alimentos não perecíveis, por exemplo, em troca de um percentual de descontos. Ou a doarem roupas usadas gerando descontos em peças novas.

Este tipo de ação gera simpatia do público, fazendo com que muitas pessoas divulguem a ação e, consequentemente, a loja. Ou seja, cria o chamado tráfego orgânico na internet.

Mas tenha cuidado! 

Seja transparente ao realizar este tipo de ação. Deixe claro o destino das doações, registre e poste fotos das entregas. Busque instituições que, de alguma forma, dialoguem com os valores reais da sua marca e/ou do seu público-alvo.

Boas vendas!

Sabemos que este é um momento crucial para você e sua loja. Portanto, conte com o melhor sistema de gestão, especializado em lojas físicas de roupas, sapatos, acessórios e moda casa.

O sistema CRIAR Varejo pode te ajudar em tudo o que diz respeito à gestão da sua loja física. Nosso sistema pode te auxiliar nas principais tomadas de decisão para o seu negócio: desde a precificação até a hora de definir estratégias promocionais.

Agende uma demonstração e reabra a sua loja com toda segurança de estar tomando as melhores decisões para o seu negócio!

Boas vendas!

Converse com a nossa Equipe

Ainda com dúvidas ? Você pode falar diretamente com um de nossos consultores sobre o processo de implantação em sua loja. Não perca mais tempo e dinheiro, seja CRIAR.
WhatsApp